google-site-verification: google2da7a9e192ddf8cd.html Ministério Denis Roberto: 2012

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O Preço Da Honra


Antes da ruína eleva-se o coração do homem; e adiante da honra vai a humildade. Provérbios 18:12


Honra é o que todo mundo deseja, significa conquista de grandes coisas, conquista de sonhos. O fato é que nós nos regozijamos quando atingimos nossos objetivos e nos sentimos honrados quando Deus cumpre suas promessas em nossa vida.

Deus também deseja honrar-nos e conceder os nossos sonhos, mas Ele também sabe que existe um “efeito colateral” da honra que é a ALTIVEZ.

ALTIVEZ – Estado onde a pessoa pensa ser auto-suficiente em todas as suas necessidades e credita o sucesso a si mesmo.

Ainda existe também as pessoas que sofrem do que eu chamo de ALTIVEZ ENCOBERTA, é um estado muito pior pois a pessoa transmite uma imagem simples e piedosa mas na verdade o seu coração é altivo e alimenta sua altivez de “bondades”

Deus ensina o que acontece com o altivo no início do versículo onde diz que ele é QUEBRANTADO, que significa ARRASADO, ABALADO, FRACO E DESTRUÍDO.

ALTIVEZ SÓ TRAZ DESTRUIÇÃO.

E é por causa da altivez que Deus estabeleceu um caminho para se chegar à honra e esse caminho é a HUMILDADE.

HUMILDADE – Segundo o dicionário é a virtude que nos dá o sentimento de nossa fraqueza, ou seja, ELA NOS FAZ RECONHECER QUEM NÓS VERDADEIRAMENTE SOMOS!

A verdade é que sem Deus nós somos fracos pois nossa força vem Dele. Muitas vezes nos enganamos pensando que somos fortes o suficiente para vencermos as lutas sozinhos e o resultado disso é derrota certa.

O segundo significado de humildade é SUBMISSÃO.

SUBMISSÃO – É a disposição para aceitar um estado de dependência, ou seja, ELA NOS LEVA A RECONHECER QUE TUDO VEM DE DEUS, É POR ELE E PARA ELE, E SEM ELE NÃO CONSEGUIMOS NADA. DELE VEM TUDO INCLUSIVE A HONRA!

Sem obedecermos seus preceitos é impossível ter sucesso, e é por isso que muita gente não vence, pois não abre mão dos seus conceitos, sentimentos e opiniões e não se rende à Palavra de Deus.
Submeter-se a Deus significa submeter-se à Sua Palavra, pois o Senhor Jesus disse que “ Quem me ama guarda os meus mandamentos”.

É por isso que a HUMILDADE é o caminho da HONRA pois só ela ordena as coisas na nossa vida. só ela:

1 – Nos coloca no lugar em devemos estar

2- Coloca Deus no lugar em que Ele deve estar em nossa vida


Através da humildade que nós abandonamos o orgulho, a mentira, e a altivez, e passamos a viver num nível de vida de total dependência de Deus, pois quando Ele assume o controle de nossa vida começa a aplainar os caminhos tortos, endireitar os pensamentos, as atitudes, e chegamos a um ponto onde a vitória é certa, o sucesso inevitável, e a honra garantida.
Talvez até hoje você tentou do seu jeito levar a sua vida, e sem sucesso você sente que não tem mais alternativas, e a resposta que eu tenho para você é que você realmente não tem mais alternativas pois só um coração humilde pode alcançar a verdadeira honra, e essa humildade só se encontra entregando a JESUS o controle da sua vida. Faça isso hoje mesmo e começe a desfrutar de uma vida abundante de honra. Deus te abençoe.

sábado, 22 de setembro de 2012

Até Quando Aguentar?




E ensinava no sábado, numa das sinagogas.

E eis que estava ali uma mulher que tinha um espírito de enfermidade, havia já dezoito anos; e andava curvada, e não podia de modo algum endireitar-se.

E, vendo-a Jesus, chamou-a a si, e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade.

E pôs as mãos sobre ela, e logo se endireitou, e glorificava a Deus.

E, tomando a palavra o príncipe da sinagoga, indignado porque Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que é mister trabalhar; nestes, pois, vinde para serdes curados, e não no dia de sábado.

Respondeu-lhe, porém, o Senhor, e disse: Hipócrita, no sábado não desprende da manjedoura cada um de vós o seu boi, ou jumento, e não o leva a beber?

E não convinha soltar desta prisão, no dia de sábado, esta filha de Abraão, a qual há dezoito anos Satanás tinha presa?

E, dizendo ele isto, todos os seus adversários ficaram envergonhados, e todo o povo se alegrava por todas as coisas gloriosas que eram feitas por ele.
Lucas 13:10-17



Hoje eu quero usar o exemplo dessa mulher para falar com você que tem durante muito tempo buscado o seu milagre mas ainda não o alcaçou. Vejamos algumas considerações:


Uma Mulher com espírito de enfermidade há 18 anos - mesmo na sinagoga aquela mulher religiosa não conseguia se curar de sua enfermidade.
Quantos não estão hoje na igreja há muito tempo, são religiosos e não conseguem se libertar dos seus problemas

Andava curvada - Talvez essa situação tem feito você se curvar diante das situações e dos problemas

Não podia de modo algum endireitar-se - talvez você vem tentando várias alternativas mas nenhum esforço humano seu tem dado certo até agora

Mas se onde Jesus está a cura também está, por que muitos como aquela mulher até aquele momento não receberam?
Porque haviam condições para que o milagre acontecesse e hoje Deus preparou essas condições para você!


Vendo-a Jesus - Desde o primeiro momento que você começou a passar por esse problema Ele te observou e viu que podia mudar a sua vida

Chamou a si - Muita gente não recebe o milagre mesmo estando na igreja, porque embora esteja na igreja mas está longe de Jesus, porque para se aproximar dele é necessário a fé, a fé para o milagre.
Estar onde Jesus está não garante o milagre mas estar junto Dele garante o milagre. Pra ficar perto Dele não pode ser negativo sem fé, você gosta de ficar perto de pessoas assim? Ele também não!

Um detalhe é que Ele chamou porque quem se aproxima de Deus somos nós

Mulher estás livre - Liberou uma Palavra De cura - A Mesma palavra hoje é liberada sobre a sua vida, seja livre, sarado, liberto!

E logo se endireitou - debaixo dessa Palavra de Jesus a mulher tomou uma atitude de fé

A atitude daquela mulher demonstrou o quanto ela tinha crido na Palavra de Jesus
A atitude daquela mulher determinou a sua cura


Impôs as mãos - espaço de tempo entre a palavra liberada e a atitude, foi a oração da fé

O momento do milagre não é na palavra liberada, nem tão pouco na oração, mas na atitude da pessoa após a oração


E glorificava a Deus - Hoje você sai daqui glorificando a Deus pela sua vitória

Mas existem os opositores da fé

Fariseus – o espírito da dúvida - O diabo sabe que o momento após a oração é o mais crucial no milagre por isso ele sempre levanta a dúvida, muitas vezes usa até os religiosos nas igrejas para dizer mentiras como Deus não deseja curar a todos, doença é provação, doença é castigo etc..

O religioso não gosta de milagre
O religioso não gosta do poder que muda vidas
O religioso usa até a Biblia para tentar impedir os da fé de vencerem

Os fariseus chegavam ao ponto De não permitir de uma pessoa Ser medicada no sábado

A dúvida e a religiosidade se respondem com a Palavra de Deus

A partir de hoje seus adversários vão ser envergonhados e Deus vai começar a fazer coisas gloriosas em sua vida




Tome posse desta Palavra e que Deus te abençoe



terça-feira, 22 de maio de 2012

3 Gotas De Veneno


"Um homem estava caminhando há dias por um deserto, perdido, sem saber em que direção caminhar e sedento, passo a passo o claudicante andarilho ainda tinha tinha esperança de encontrar água para saciar a sua sede. E para que sua esperança fosse renovada, de repente ele se depara com um beduíno que muito prontamente lhe atendeu, ele em tom de súplica, já exausto se dirige ao beduíno: - Por favor eu preciso de água pois estou prestes a morrer de sede nesse deserto! Foi aí então que o beduíno sacou de seu cantil dourado e deu um copo de água aquele viajante. Já bem saciado, o viajante segue sua viajem quando um pouco mais a frente encontra um outro beduíno que foi ao seu encontro e lhe perguntou: Você viu um beduíno que passou por este caminho há pouco? O viajante respondeu: - Claro, o bom homem que você procura está um pouco adiante de você, talvez 2 ou 3 quilômetros! - E você viu um cantil dourado com ele? Perguntou o outro beduíno. - Claro, o bom homem me deu de beber daquele cantil tão belo que deveria ser de seu uso, se não fosse ele eu teria morrido de sede neste deserto. Com o semblante preocupado, o outro beduíno segura o viajante pelos ombros e diz: - Como você fez isso? - Como fiz, responde o viajante, eu tinha sede e ele me deu de beber, e a água parecia tão fresca, tão gelada que me fez ganhar novo ânimo! Então o outro beduíno lhe respondeu: - O beduíno que lhe matou a sede parecia ser bom, o cantil bonito, a água fresca e gelada, porém há algo que ele não lhe revelou: Aquela água continha apenas 3 gotas de um veneno poderosíssimo que dentro de pouco tempo vai entrar em ação no seu organismo e te matar. Você não vai morrer de sede mas vai morrer envenenado! Já desesperado mais que antes o viajante clama àquele beduíno: Não há salvação para mim então? Com um sorriso meio acanhado o beduíno lhe responde: - A um quilômetro daqui, nesta direção, você vai encontrar uma casa, que vai lhe parecer simples, mas acredite, lá mora um médico que tem um antídoto que cortará o efeito desse veneno, e lá também ele te dará água verdadeiramente pura, e vai te ensinar como sair desse deserto. É a sua única saída! Com sua esperança renovada porém já começando a sentir os efeitos do veneno o viajante chega a casa do médico que lhe atende prontamente, como um pai ao seu filho e salva a sua vida, O viajante teve uma nova oportunidade. E agora ensinava outros a saírem daquele deserto também."

"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte."
Provérbios 14:12


Deus nos últimos dias trouxe esta ilustração ao meu coração, pois assim como aquele viajante no deserto morria de sede muitas pessoas hoje vivem um deserto em suas vidas e procuram nem que seja por um copo de água em meio ao deserto que vivem. O beduíno que carregava o bonito cantil dourado são as pessoas que tem apresentado doutrinas e religiões, e com elas tem enganado a muitos. Essas religiões são como a água daquele cantil, aparentemente inofensiva e agradável, aparentemente ia matar a sede do viajante, mas parecendo ser boa continha veneno mortal, assim a maioria das religiões se apresentam: Falam de Deus, do amor ao próximo, respeito, caridade, etc, e com esse rótulo superficial esconde as 3 gotas de veneno mortal: Contrariam a Palavra de Deus, negam a sua autenticidade, adicionam conteúdo ao seu bel prazer , seja em livros adicionais ou comentários que distorcem as grandes verdades da Palavra, essas são as religiões que estão por aí, saciando a sede do povo com 3 gotas de veneno!

Mas graças a Deus que existem pessoas como o segundo beduíno, que estão aí anunciando o verdadeiro caminho e desmascarando aquilo que é falso, indicando o caminho correto a ser seguido: A casa do Médico. Sabe, a casa do médico pode parecer simples, mas é o lugar da cura, às vezes você pensa que é inútil freqüentar uma igreja ouvir a Palavra de Deus, mas ela é o antídoto que o Grande médico Senhor Jesus tem pra cortar o veneno que tem te matado, só Ele pode te ensinar a sair do deserto em que você se encontra.

Talvez até hoje você tem procurado matar a sua sede nas religiões, filosofias, rituais mas o que você tem encontrado é o veneno da desilusão e da infelicidade. Deus não que que você morra neste deserto, e para isso providenciou a Casa do Médico dos médicos aonde você pode alcançar a cura, deixe Ele te tratar, e desfrute de uma nova vida, um dia eu também estava envenenado e hoje estou aqui pra te dar esta palavra e te ajudar a sair desse deserto. Receba o Senhor Jesus como Senhor e salvador de sua vida hoje e seja livre do veneno das religiões! Deus abençoe.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Criação Ou Evolução?


Segue uma reportagem interessante que vi outro dia com o filósofo e teólogo Willian Lane Craig autor do livro: Em Guarda - defenda a fé cristã com razão e precisão:

“É possível acreditar em Deus usando a razão”, afirma William Lane Craig


O filósofo e teólogo defende o cristianismo, a ressurreição de Jesus e a veracidade da Bíblia a partir de construção lógica e racional, e se destaca em debates com pensadores ateus



Quando o escritor britânico Christopher Hitchens, um dos maiores defensores do ateísmo, travou um longo debate nos Estados Unidos, em abril de 2009, com o filósofo e teólogo William Lane Craig sobre a existência de Deus, seus colegas ateus ficaram tensos. Momentos antes de subir ao palco, Hitchens — que morreu em dezembro de 2011. aos 62 anos — falou a jornalistas sobre a expectativa de enfrentar Craig.
“Posso dizer que meus colegas ateus o levam bem a sério”, disse. “Ele é considerado um adversário muito duro, rigoroso, culto e formidável”, continuou. “Normalmente as pessoas não me dizem ‘boa sorte’ ou ‘não nos decepcione’ antes de um debate — mas hoje, é o tipo de coisa que estão me dizendo”. Difícil saber se houve um vencedor do debate. O certo é que Craig se destaca pela elegância com que apresenta seus argumentos, mesmo quando submetido ao fogo cerrado.
O teólogo evangélico é considerado um dos maiores defensores da doutrina cristã na atualidade. Craig, que vive em Atlanta (EUA) com a esposa, sustenta que a existência de Deus e a ressurreição de Jesus, por exemplo, não são apenas questões de fé, mas passíveis de prova lógica e racional. Em seu currículo de debates estão o famoso químico e autor britânico Peter Atkins e o neurocientista americano Sam Harris . Basta uma rápida procura no Youtube para encontrar uma vastidão de debates travados entreraig e diversos estudiosos. Richard Dawkins, um dos maiores críticos do teísmo, ainda se recusa a discutir com Craig sobre a existência de Deus.

Em artigo publicado no jornal inglês The Guardian, Dawkins afirma que Craig faz apologia ao genocídio, por defender passagens da Bíblia que justificam a morte de homens, mulheres e crianças por meio de ordens divinas. “Vocês apertariam a mão de um homem que escreve esse tipo de coisa? Vocês compartilhariam o mesmo palco que ele? Eu não, eu me recuso”, escreveu. Na entrevista abaixo, Craig fala sobre o assunto.
Autor de diversos livros —  entre eles Em Guarda – Defenda a fé cristã com razão e precisão (Ed. Vida Nova), lançado no fim de 2011 no Brasil, — Craig é doutor em filosofia pela Universidade de Birmingham, na Inglaterra, e em teologia pela Universidade de Munique, Alemanha. O filósofo esteve no Brasil para o 8º Congresso de Teologia da Editora Vida Nova, em Águas de Lindóia, entre 13 e 16 de março. Durante o simpósio, Craig deu palestras e dedicou a última apresentação a atacar, ponto a ponto, os argumentos de Richard Dawkins sobre a inexistência de Deus.

Se Deus é bondade e justiça, por que ele não criou um universo perfeito onde todas as pessoas vivem felizes?

Acho que esse é o desejo de Deus. É o que a Bíblia ensina. O fato de que o desejo de Deus não é realizado implica que os seres humanos possuem livre-arbítrio. Não concordo com os teólogos que dizem que Deus determina quem é salvo ou não. Parece-me que os próprios humanos determinam isso. A única razão pela qual algumas pessoas não são salvas é porque elas próprias rejeitam livremente a vontade de Deus de salvá-las.

Alguns cientistas argumentam que o livre-arbítrio não existe. Se esse for o caso, as pessoas poderiam ser julgadas por Deus?

Não, elas não poderiam. Acredito que esses autores estão errados. É difícil entender como a concepção do determinismo pode ser racional. Se acreditarmos que tudo é determinado, então até a crença no determinismo foi determinada. Nesse contexto, não se chega a essa conclusão por reflexão racional. Ela seria tão natural e inevitável como um dente que nasce ou uma árvore que dá galhos. Penso que o determinismo, racionalmente, não passa de absurdo. Não é possível acreditar racionalmente nele. Portanto, a atitude racional é negá-lo e acreditar que existe o livre-arbítrio.

O senhor defende em seu site uma passagem do Velho Testamento em que Deus ordena a destruição da cidade de Canaã, inclusive autorizando o genocídio, argumentando que os inocentes mortos nesse massacre seriam salvos pela graça divina. Esse não é um argumento perigosamente próximo daqueles usados por terroristas motivados pela religião?

A teoria ética desses terroristas não está errada. Isso, contudo, não quer dizer que eles estão certos. O problema é a crença deles no deus errado. O verdadeiro Deus não ordena atos terroristas e, portanto, eles estariam cometendo uma atrocidade moral. Quero dizer que se Deus decide tirar a vida de uma pessoa inocente, especialmente uma criança, a Sua graça se estende a ela.


Se o terrorista é cristão o ato terrorista motivado pela religião é justificável, por ele acreditar no Deus ‘certo’?

Não é suficiente acreditar no deus certo. É preciso garantir que os comandos divinos estão sendo corretamente interpretados. Não acho que Deus dê esse tipo de comando hoje em dia. Os casos do Velho Testamento, como a conquista de Canaã, não representam a vontade normal de Deus.


O sr. está querendo dizer que Deus também está sujeito a variações de humor? Não é plausível esperar que pelo menos Ele seja consistente?


Penso que Deus pode fazer exceções aos comandos morais que dá. O principal exemplo no Velho Testamento é a ordem que ele dá a Abraão para sacrificar seu filho Isaque. Se Abraão tivesse feito isso por iniciativa própria, isso seria uma abominação. O deus do Velho Testamento condena o sacrifício infantil. Essa foi uma das razões que o levou a ordenar a destruição das nações pagãs ao redor de Israel. Elas estavam sacrificando crianças aos seus deuses. E, no entanto, Deus dá essa ordem extraordinária a Abraão: sacrificar o próprio filho Isaque. Isso serviu para verificar a obediência e fé dele. Mas isso é a exceção que prova a regra. Não é a forma normal com que Deus conduz os assuntos humanos. Mas porque Deus é Deus, Ele tem a possibilidade de abrir exceções em alguns casos extremos, como esse.

O sr. disse que não é suficiente ter o deus certo, é preciso fazer a interpretação correta dos comandos divinos. Como garantir que a sua interpretação é objetivamente correta?




As coisas que digo são baseadas no que Deus nos deu a conhecer sobre si mesmo e em preceitos registrados na Bíblia, que é a palavra d’Ele. Refiro-me a determinações sobre a vida humana, como “não matarás”. Deus condena o sacrifício de crianças, Seu desejo é que amemos uns ao outros. Essa é a Sua moral geral. Seria apenas em casos excepcionalmente extremos, como o de Abraão e Isaque, que Deus mudaria isso. Se eu achar que Deus me comandou a fazer algo que é contra o Seu desejo moral geral, revelado na escritura, o mais provável é que eu tenha entendido errado. Temos a revelação do desejo moral de Deus e é assim que devemos nos comportar.

O sr. deposita grande parte da sua argumentação no conteúdo da Bíblia. Contudo, ela foi escrita por homens em um período restrito, em uma área restrita do mundo, em uma língua restrita, para um grupo específico de pessoas. Que evidência se tem de que a Bíblia é a palavra de um ser sobrenatural?


A razão pela qual acreditamos na Bíblia e sua validade é porque acreditamos em Cristo. Ele considerava as escrituras hebraicas como a palavra de Deus. Seus ensinamentos são extensões do que é ensinado no Velho Testamento. Os ensinamentos de Jesus são direcionados à era da Igreja, que o sucederia. A questão, então, se torna a seguinte: temos boas razões para acreditar em Jesus? Ele é quem ele diz ser, a revelação de Deus? Acredito que sim. A ressurreição dos mortos, por exemplo, mostra que ele era quem afirmava.

Existem provas que confirmem a ressurreição de Jesus?

Temos boas bases históricas. A palavra ‘prova’ pode ser enganosa porque muitos a associam com matemática. Certamente, não temos prova matemática de qualquer coisa que tenha acontecido na história do homem. Não temos provas, nesse sentido, de que Júlio César foi assassinado no senado romano, por exemplo, mas temos boas bases históricas para isso. Meu argumento é que se você considera os documentos do Novo Testamento como fontes da história antiga, — como os historiadores gregos Tácito, Heródoto ou Tucídides — o evangelho aparece como uma fonte histórica muito confiável para a vida de Jesus de Nazaré. A maioria dos historiadores do Novo Testamento concorda com os fatos fundamentais que balizam a inferência sobre a ressurreição de Cristo. Coisas como a sua execução sob autoridade romana, a descoberta das tumbas vazias por um grupo de mulheres no domingo depois da crucificação e o relato de vários indivíduos e grupos sobre os aparecimentos de Jesus vivo após sua execução. Com isso, nos resta a seguinte pergunta: qual é a melhor explicação para essa sequência de acontecimentos? Penso que a melhor explicação é aquela que os discípulos originais deram — Deus fez Jesus renascer dos mortos. Não podemos falar de uma prova, mas podemos levantar boas bases históricas para dizer que a ressurreição é a melhor explicação para os fatos. E como temos boas razões para acreditar que Cristo era quem dizia ser, portanto temos boas razões para acreditar que seus ensinamentos eram verdade. Sendo assim, podemos ver que a Bíblia não foi criação contingente de um tempo, de um lugar e de certas pessoas, mas é a palavra de Deus para a humanidade.

O textos da Bíblia passaram por diversas revisões ao longo do tempo. Como podemos ter certeza de que as informações às quais temos acesso hoje são as mesmas escritas há 2.000 anos? Além disso, como lidar com o fato de que informações podem ser perdidas durante a tradução?

Você tem razão quanto a variedade de revisões e traduções. Por isso, é imperativo voltar às línguas originais nas quais esses textos foram escritos. Hoje, os críticos textuais comparam diferentes manuscritos antigos de modo a reconstruir o que os originais diziam. O Novo Testamento é o livro mais atestado da história antiga, seja em termos de manuscritos encontrados ou em termos de quão próximos eles estão da data original de escrita. Os textos já foram reconstruídos com 99% de precisão em relação aos originais. As incertezas que restam são trivialidades. Por exemplo, na Primeira Epístola de João, ele diz: “Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra”. Mas alguns manuscritos dizem: “Estas coisas vos escrevemos, para que o nosso gozo se cumpra”. Não temos certeza se o texto original diz ‘vosso’ ou ‘nosso’. Isso ilustra como esse 1% de incerteza é trivial. Alguém que realmente queira entender os textos deverá aprender grego, a língua original em que o Novo Testamento foi escrito. Contudo, as pessoas também podem comprar diferentes traduções e compará-las para perceber como o texto se comporta em diferentes versões.

É possível explicar a existência de Deus apenas com a razão? Qual o papel da ciência na explicação das causas do universo?

A razão é muito mais ampla do que a ciência. A ciência é uma exploração do mundo físico e natural. A razão, por outro lado, inclui elementos como a lógica, a matemática, a metafísica, a ética, a psicologia e assim por diante. Parte da cegueira de cientistas naturalistas, como Richard Dawkins, é que eles são culpados de algo chamado ‘cientismo’. Como se a ciência fosse a única fonte da verdade. Não acho que podemos explicar Deus em sua plenitude, mas a razão é suficiente para justificar a conclusão de que um criador transcendente do universo existe e é a fonte absoluta de bondade moral.

Por que o cristianismo deveria ser mais importante do que outras religiões que ensinam as mesmas questões fundamentais, como o amor e a caridade?

As pessoas não entendem o que é o cristianismo. É por isso que alguns ficam tão ofendidos quando se prega que Jesus é a única forma de salvação. Elas pensam que ser cristão é seguir os ensinamentos éticos de Jesus, como amar ao próximo como a si mesmo. É claro que não é preciso acreditar em Jesus para se fazer isso. Isso não é o cristianismo. O evangelho diz que somos moralmente culpados perante Deus. Espiritualmente, somos separados d’Ele. É por isso que precisamos experimentar Seu perdão e graça. Para isso, é preciso ter um substituto que pague a pena dos nossos pecados. Jesus ofereceu a própria vida como sacrifício por nós. Ao aceitar o que ele fez em nosso nome, podemos ter o perdão de Deus e a limpeza moral. A partir disso, nossa relação com Deus pode ser restaurada. Isso evidencia por que acreditar em Cristo é tão importante. Repudiá-lo é rejeitar a graça de Deus e permanecer espiritualmente separado d’Ele. Se você morre nessa condição você ficará eternamente separado de Deus. Outras religiões não ensinam a mesma coisa.

A crença em Deus é necessária para trazer qualidade de vida e felicidade?

Penso que a crença em Deus ajuda, mas não é necessária. Ela pode lhe dar uma fundação para valores morais, propósito de vida e esperança para o futuro. Contudo, se você quiser viver inconsistentemente, é possível ser um ateu feliz, contanto que não se pense nas implicações do ateísmo. Em última análise, o ateísmo prega que não existem valores morais objetivos, que tudo é uma ilusão, que não há propósito e significado para a vida e que somos um subproduto do acaso.

Por que importa se acreditamos no deus do cristianismo ou na ‘mãe natureza’ se na prática as pessoas podem seguir, fundamentalmente, os mesmos ensinamentos?

Deveríamos acreditar em uma mentira se isso for bom para a sociedade? As pessoas devem acreditar em uma falsa teoria, só por causa dos benefícios sociais? Eu acho que não. Isso seria uma alucinação. Algumas pessoas passam a acreditar na religião por esse motivo. Já que a religião traz benefícios para a sociedade, mesmo que o indivíduo pense que ela não passa de um ‘conto de fadas’, ele passa a acreditar. Digo que não. Se você acha que a religião é um conto de fadas, não acredite. Mas se o cristianismo é a verdade — como penso que é — temos que acreditar nele independente das consequências. É o que as pessoas racionais fazem, elas acreditam na verdade. A  via contrária é o pragmatismo. “Isso Funciona?”, perguntam elas. “Não importa se é verdade, quero saber se funciona”. Não estou preocupado se na Suécia alguns são felizes sem acreditar em Deus ou se há alguma vantagem em acreditar n’Ele. Como filósofo, estou interessado no que é verdade e me parece que a existência desse ser transcendente que criou e projetou o universo, fonte dos valores morais, é a verdade.



Perfil
Nome: William Lane Craig
Profissão: Filósofo, teólogo e professor universitário na Universidade de Biola, Califórnia
Nascimento: 23 de agosto de 1949
Livros destacados: Apologética Contemporânea – A veracidade da Fé Cristã; Em Guarda, Defenda a fé cristã com razão e precisão; ambos publicados no Brasil pela editora Vida Nova
Principal contribuição para a filosofia: Craig foi responsável por reformular o Argumento Cosmológico Kalam (variação do argumento cosmológico que defende a existência de uma primeira causa para o universo) nos seguintes termos: 1) Tudo que começa a existir tem uma causa de existência. 2) O universo começou a existir. 3) Portanto, o universo tem uma causa para sua existência.
Informações pessoais: William Lane Craig é conhecido pelo trabalho na filosofia do tempo e na filosofia da religião, especificamente sobre a existência de Deus e na defesa do teísmo cristão. Escreveu e editou mais de 30 livros, é doutor em filosofia e teologia em universidades inglesa e alemã e desde 1996 é pesquisador e professor de filosofia na Universidade de Biola, na Califórnia. Atualmente vive em Atlanta, nos EUA, com a esposa. Craig pratica exercícios regularmente como forma de combater a APM (Atrofia Peronial Muscular) uma doença degenerativa do sistema nervoso que lhe causou atrofiamento dos nervos das mãos e pernas. Especialista em debates desde o ensino médio, o filósofo passa a maior parte do tempo estudando.


Minha Nota:

Espero que você tenha encontrado algumas respostas nesse artigo, pois hoje em dia tudo é feito para que a fé seja minada, ridiculariza e posta de lado na vida das pessoas, em suma, o diabo sabe que quando você perde a fé você perdeu tudo, até a salvação por isso a escritura diz:

"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
Apocalipse 3:11"
Deus Abençoe

Link para o original: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/e-possivel-acreditar-em-deus-usando-a-razao-afirma-william-lane-craig

sexta-feira, 20 de abril de 2012

E Quando querem calar um herói?


Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus;

E disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus.

Mas eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele.

E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo.

E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.

E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.
Atos 7:55-60


Estêvão era um jovem prodigioso, através dele Deus realizava curas, milagres, e sinais e isso era o motivo pelo qual ele era perseguido, pura inveja. Naquele momento vários daqueles invejosos atiravam pedras para tentar matar Estêvão, e em meio a tantas pedradas os céus se abriram para ele e foi capaz de ver a Glória de Deus, e recebeu a maior vitória de todas: não só viu a Glória mas foi participar dela.
Hoje eu quero falar com você que se encontra desanimado e abatido talvez pensando em desistir de tudo simplesmente porque se levantaram lutas em sua vida aos quais você tem se sentido incapaz de vencer. Quem sabe, pessoas tem se levantado contra você mentindo, te humilhando, tentando te fazer parar, essas pessoas hoje não te jogam pedras de fato, mas você tem sofrido com pedradas que elas vem te acertando, que hoje em meio essa luta você também possa ver a Glória de Deus em sua vida, porém notamos duas qualidades que Estêvão tinha que fizeram com que nesse momento tão difícil ele pudesse encontrar um refúgio, e essas qualidades estão anotadas no versículo 55:

1- Cheio do Espírito Santo Muita gente tem perecido, desanimado dos seus sonhos porque no momento em que surge um problema maior ou que um problema persiste em sua vida elas simplesmente deixam de buscar a Deus, não se enchem do Espírito. O que o mal deseja é justamente isso: Que quando surgir a dificuldade você deixe de buscar a Deus porque longe Dele o fracasso total é questão de tempo. Na verdade o que Estêvão fez foi o contrário: quaanto mais se levantavam problemas mais cheio ele procurava ser do Espírito Santo.

2- Fixando os olhos no céu O problema de muitos também nessas horas é que eles fixam os seus olhos, dedicam toda sua atenção aos problemas, e se esquecem de se dedicar, de dar atenção à aquele que é Poderoso para solucionar o problema. Muitas vezes ficamos presos a muitas distrações e deixamos de fazer o que a escritura diz: “Olhar para Jesus, Autor e Consumador de nossa fé” (Hb 12:2). Estêvão tinha todo o seu foco nas coisas de Deus por isso ele sabia que aquela situação iria se solucionar. Mas você pode pensar: Mas ele morreu? Sim, e foi o maior prêmio que ele podia ter recebido, estar junto de Deus para sempre.
Eu convido a você a fazer uma pausa em meio a essa crise e se focar em Deus, busque a sua presença se encha do Espírito Santo, aí você irá começar a ver a Glória de Deus em sua vida. Se você estava afastado volte para a Presença de Deus, se você ainda é simplesmente um simpatizante, tome hoje a sua decisão e receba o Senhor Jesus como Único e Suficiente salvador de sua vida. Deus Abençoe!

terça-feira, 6 de março de 2012

O Nosso Canal De Comunicação Chegou!



Coloco a disposição um canal de comunicação aonde você que precisa de orientação, aconselhamento, ou mesmo um ombro amigo para te ouvir, possa encontrar o Pr. Denis Roberto, um e-mail que eu estarei sempre conectado a ele para na Graça de Deus poder te ajudar. o e-mail é:

falecompastordenis @yahoo.com.br

Além disso você pode enviar perguntas, dúvidas, sugestões

Espero Por Você!

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Como você administra seu tempo?



Hoje eu quero falar a respeito de tempo. Sobre isso eu li uma ilustração muito interessante em um livro que eu quero compartilhar com você, pois seu respeito pelo tempo é uma previsão do seu sucesso.

Se você tem dois quilos de ferro você pode usá-los de três formas diferentes:
1- Podem ser usados para fazerem ferraduras. Nesse caso, eles valem aproximadamente dez dólares.

2- Podem ser utilizados para fazer agulhas. Dessa forma, eles valeriam aproximadamente trezentos dólares

3- Podem ser utilizados para fazer peças de relógio. Nesse caso, eles poderiam chegar a valer milhares de dólares. A mesma quantidade de ferro, usada de três formas diferentes, produzirá três níveis de lucro financeiro


Seu tempo vale muito mais que essa quantidade de ferro. Nunca se esqueça:
Campeões tomam decisões que criam o futuro que desejam.
Perdedores tomam decisões que criam o presente que desejam.
Pense nisso, e que DEUS te abençoe!


Créditos: Mike Murdock em “o Desígnio” Central gospel, 2010